Colóquio Internacional TransOceanik

17/05/2013 18:21

Pesquisadores da França e Austrália discutem questões da antropologia com brasileiros

Transoceanik

Evento de 27 a 29 de maio terá nove mesas redondas com cerca de 50 antropólogos na UFSC. Inscrições abertas em http://transoceanik.paginas.ufsc.br/inscricao/

Pesquisadores de diferentes nacionalidades vinculados a instituições acadêmicas da França e Austrália estarão na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) de 27 e 29 de maio para o Colóquio Interacional TransOceanik – Interfaces Borradas: questionando normas, classificações e primado da linguagem (confira a programação abaixo).

Durante três dias, estudantes interessados poderão acompanhar nove mesas redondas, com a participação de cerca de 50 antropólogos. Na segunda noite do colóquio, o professor aborígene australiano Max Lennoy conversa com a cacique Eunice, da aldeia indígena Guarani de Morro dos Cavalos; Getulio, cacique Kaingangue; e Copacã, cacique xokleng.

As inscrições poderão ser feitas em:

http://transoceanik.paginas.ufsc.br/inscricao/.

       Também será possível assistir à programação em transmissão online (pela conta da ABA – – na plataforma Twitcam). Uma banca de livros e revistas disponibilizará publicações dos participantes durante todo o colóquio.

       O evento é parte do projeto LIA TransOceanik, coordenado por Barbara Glowczewski, professora visitante no Programa de Pós-graducação em Antropologia Social da UFSC e conta com o apoio institucional da Associação Brasileira de Antropologia, Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem (NAVI), Gênero e Diversidade na Escola-Instituto de Estudos de Gênero, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP), Programa Professor Visitante do Exterior (PVE), Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (Procad), James Cook University (JCU Australia) e Laboratoire d’Anthropologie Française (LAS-CNRS-ANR França).

       Como atividades paralelas, será possível assistir ao “Teatro Surdo + Desessência”, com Oliver Schetrich e Clarisse Alcantara (24 de maio, sexta-feira, das 18 às 22 horas), e “Arte Australiana Contemporânea”, com Geraldine Le Roux, na Casa das Máquinas, na Lagoa da Conceição (3 de junho, segunda-feira).

Confira a programação TransOceanik:

27 de maio de 2013
Segunda-feira

Temática geral: “Masculino/Feminino”
Local: auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

 

10 horas – Sessão de abertura
Alicia Castells (coordenadora PPGAS UFSC), Barbara Glowczewski (coordenadora geral da rede Transoceanik), Carmen Rial (presidente da Associação Brasileira de Antropologia), Joana Pedro (Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação UFSC).

10h30 às 12 horas – Mesa 1 – “Gênero, psicanálise e política”
Coordenadora: Miriam Grossi (UFSC, Florianópolis)
Apresentadores: Lia Zanotta Machado (antropóloga, UnB, Brasília) e Claude Mercier (psychanalyste, Ecole Lacanienne de Psychanalyse, Paris).
Debatedores: Suely Rolnik (psychanalyste, crítique d’art, PUC-SP e MacBa – sous réserve), Clarissa Alcantara (artiste, performeuse, philosophe, PUC-SP) e Alexandre Soucaille (ANR Ruptures, CEIAS, LAS/TransOceanik).

13h30 às 16 horas – Mesa 2 – “Gênero, questões raciais e militância”
Coordenadora: Arianna Sala (pós-doutoranda UFSC)
Apresentadores: Felipe Bruno Martins Fernandes (pós-doutorando UFSC), Anahi Guedes de Mello (estudante de mestrado UFSC), Kpêdétin Mariquian Ahouansou (Doctorante EHESS, LAS) e José Nilton de Almeida (filósofo, Núcleo de Estudos Afro-brasileiros, Recife).
Debatedoras: Caterina Rea: (pós-doutoranda UFSC) e Corinne Fortier (LAS/TransOceanik).

16h30 às 18h30 – Mesa 3 – “Transgênero”
Coordenador: Felipe Bruno Martins Fernandes (UFSC)
Apresentadores: Salvatore d’Onofrio (anthropologue, LAS/TransOceanik), Simone Avila (doutoranda UFSC) e Corinne Fortier (anthropologue, CNRS, LAS/TransOceanik).
Debatedores: Miriam Grossi (antropóloga UFSC) e Robin Rodd (anthropologist, JCU/Australia).

19h às 20h30 – Encerramento – Apresentação de filme “Estes Surdos que não querem escutar”
Debatedores: Claude Mercier (EPL) e Ronice Quadros (professora do departamento de Libras da UFSC).

 

 

28 maio 2013
Terça-feira

Temática geral: “Vivos/Mortos”
Local: miniauditório do CFH/UFSC (manhã e tarde) e auditório do CFH/UFSC (noite)

 

9h30 às 12h30 – Mesa 1 – “Riscos nas fronteiras da vida (e da morte)”
Coordenadora: Cornelia Eckert (UFRGS)
Apresentadores: Oscar Calavia Saez (antropólogo, UFSC), Emma Scott (PhD candidate JCU/TransOceanik), Evelyn Schuler (antropóloga, UFSC) e Alfredo Zea (editor, Florianópolis), Telma Camargo da Silva (antropóloga UFG, Goiânia) e Renato Athias (antropólogo, UFPE, Recife).
Debatedores: Antonella Tassinari (antropóloga, UFSC) e Perig Pitrou (anthropologue, LAS/CNRS/TransOceanik, Paris).

14 às 16 horas – Mesa 2 – “História, espiritualidade e política”
Coordenadora: Juliana Cavilha Losso (Assesc)
Apresentadores: Arnaud Morvan (anthropologue, Musée d’Aquitaine, LAS/TransOceanik), Jorge Villela (antropólogo, UFSCAR, São Carlos) e Julie Cavignac (antropólogo, UFRN, Natal).
Debatedores: Cornelia Eckert (antropóloga, UFRGS, Porto Alegre) e Salvatore d’Onofrio (Anthropologue, LAS/TransOceanik et Palerme).

16h30 às 18h30 – Mesa 3 – “Arte e memória viva”
Coordenador: Salvatore d’Onofrio (LAS, Paris, Université de Palerme)
Apresentadoras: Rosa Blanca (artista plástica, FEEVALE, Novo Hamburgo-RS), Géraldine Le Roux (anthropologue, Université de Tours, LAS/TransOceanik) e Caterina Pasqualino (anthropologue, GDRI du musée du quai Branly).
Debatedoras: Brígida Miranda (diretora de teatro, Udesc, Florianópolis) e Suely Rolnik (psicanalista, crítica de arte e cultura, curadora, PUC-SP e MacBa – sous réserve) e Telma Camargo da Silva (antropólogo UFG, Goiânia).

19 horas às 20h30 – Encontro com Lideranças Indígenas
Coordenador: Rafael Devos (antropólogo, UFSC)
Apresentadores: cacique Eunice (aldeia indígena Guarani de Morro dos Cavalos), Getulio (cacique kaingangue) e Copacã (cacique xokleng) e Max Lenoy (indigenous australian, lecturer in Educational technologies, JCU).
Debatedor: Antonio Carlos Souza Lima (antropólogo, MN-UFRJ, Rio de Janeiro).

 

 29 maio 2013

Quarta-feira

Temática geral: “Humanos/Não-humanos”
Local: Auditório do CFH/UFSC

 

9h30 às 12h30 – Mesa 1 – Direitos e subjetividades políticas
Coordenador: Alex Vailati (antropólogo e pós-doutorando, UFSC)
Apresentadores: Theophilos Rifiotis (antropólogo, UFSC), Fabienne Martin (LISST-Centre d’Anthropologie Sociale/CNRS, Toulouse), Alexandre Soucaille (ANR Ruptures, CEIAS, LAS/TransOceanik), Jean Tible (sociólogo, Centro Universitário Fundação Santo André, São Paulo) e Elena Nava (antropólogo, UnB, Brasília).
Debatedores: Peter Pal Pelbart (filósofo, PUC-SP) e Barbara Glowczewski (LAS/CNRS, França).

14h30 às 17 horas – Mesa 2 – “Espíritos, xamanismo e sacrifício”
Coordenadora: Barbara Glowczewski
Apresentadores: Robin Rodd (anthropologist, JCU, Austrália), Barbara Arisi (antropóloga, Unila, Foz do Iguaçu), Perig Pitrou (CNRS, LAS, França) e Jeremy Deturche (antropólogo, UFSC).
Debatedores: José Kelly Luciani (antropólogo, UFSC) e Caterina Pasqualino (IRIS, Paris).

17 às 17h30 – Maracatu Arrasta Ilha – www.arrastailha.blogspot.com

18 horas às 19h30 – Mesa 3 – “Excluídos/incluídos. O debate brasileiro”
Coordenadora: Carmen Rial (UFSC e ABA)
Apresentadores: Gustavo Lins Ribeiro (antropólogo, UnB, Brasília), Ruben Oliven (antropólogo, UFRGS, Porto Alegre).
Debatedores: Barbara Glowczewski (anthropologue, LAS/CNRS, França) e Max Lenoy (Lecturer in Educational technologies, JCU, Austrália).