Jornadas

As Jornadas são eventos interdisciplinares que contam com a presença de pesquisadoras e pesquisadores nacionais e internacionais, bem como estudantes de pós-graduação e graduação das mais diversas áreas de conhecimento.


Jornada 26 anos do NIGS

Realização: 28 de julho, 02 de agosto, 03 de agosto e 05 de agosto de 2017

As atividades de comemoração dos 26 anos do NIGS começaram com o Café (Psico) Antropológico “El Coño Insubimisso – Estudos de Gênero em Andaluzia” realizado dia 28 de julho de 2017 em parceria com a Rede LIESS no Teatro da UFSC.

A principal comemoração dos 26 anos do NIGS aconteceu na quarta 02 de agosto de 2017 durante o 13º Mundos de Mulheres e 11º Fazendo Gênero. O encontro, em torno do tema “Maternidades reais e simbólicas”, contou com a equipe atual e muitas egressas do NIGS e alunas e alunos do PPG-NEIM UFBA, que vieram em peso prestigiar o encontro, colegas da Universidade de Cabo Verde e também um grupo de francesas do EGALES- Lyon, além de muitas outras pessoas interessadas no tema, num total de 80 participantes.

Foi um momento de troca de carinhos, aprendizados e experiências. Teve ciranda, videos, café, e produção de cartazes. Debatemos sobre os diferentes tipos de maternidades, como conciliar a maternidade real com a vida acadêmica, os desafios de ser mãe e estudante, a solidão materna devido a individualização do cuidado com os filhos, fruto da ausência de estruturas de cuidado. Novas paternidades foram incentivadas com o dialogo da licença paternidade. As maternidades de mulheres negras e indígenas foram constantemente lembradas, assim como a paternidade de homens trans. Desbiologizar o instinto materno e promover políticas públicas como creches e o fomento da responsabilidade social no cuidado das crianças, retirando a responsabilidade única da mulher, foram também demandas levantadas pelos diferentes grupos.

O espaço da sala 323 estava repleto com a energia das crianças que por ali circulavam livremente, mostrando que o ambiente universitário pode e deve acolher as filhas e filhos das mães que são estudantes.

Na quinta feira a tarde houve o lançamento do Livro “Antropologia, Gênero e Educação” organizado pelas professoras Tânia Welter, Miriam Pillar Grossi e Mareli Graupe. O livro traz os resultados do projeto PRONEM FAPESC/CNPQ Antropologia, Gênero e Educação em Santa Catarina, coordenado pelo Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) da UFSC em parceria com equipes de pesquisa da UFFS, UNIPLAC e UNISUL vinculadas a cursos de graduação e pós-graduação em Ciências Sociais e Educação. Seu lançamento contou com uma rica sessão de autógrafos, no Hall da Reitoria, de algumas das escritoras: Clecí Terezinha Lima de Lins,Emilia Haline Dutra , Lino Gabriel Nascimento dos Santos,Lucia Burigo de Sousa, Lúcia Helena Matteucci, Mareli Eliane Graupe, Miriam Pillar Grossi,Rafael Fernando Lewer e Tânia Welter.

A comemoração dos 26 anos do NIGS encerrou-se no sábado 5 de agosto de 2017 com a Jornada NED-NIGS “Ética do Cuidado, Feminismo e Deficiências” realizada no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas. A jornada contou com conferencia de Claudia Fonseca (UFRGS), e de pesquisadoras e pesquisadores dos estudos sobre deficiência, gênero e feminismo, que discutiram ao longo do dia sobre a categoria cuidado, contribuições das temáticas oriundas dos estudos feministas sobre deficiência e as ações e desafios para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, que oportunize todos os acessos a qualquer tipo de cidadães, independente de raça,gênero, classe, credo,cultura e necessidades físicas e mentais. Uma sociedade sem padrões de normalidade, uma sociedade que respeite e compreenda as diversidades.

26 anos de NIGS foram assim muito bem comemorados e agradecemos a presença de todas que vieram somar à nossa energia de celebração!

Confira algumas das fotos dos 26 anos e do lançamento do Livro “Antropologia, Gênero e Educação”:

            

       

 


JORNADA NIGS 25 ANOS

NIGS celebra 25 anos com encontro entre diferentes gerações de pesquisadores/as

0001

Criado em 1991 como parte do Laboratório de Antropologia no Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC, o Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades comemora em 2016 seus 25 anos de existência no dia 19 de abril de 2016, no auditório do EFI-UFSC, com atividades abertas ao público das 14 às 20h

Como se constitui o campo dos estudos de gênero e sexualidades no Brasil e suas redes de cooperação científica e com a sociedade civil? É em torno de questões como estas que estarão em diálogo os/as mais de cem pesquisadores/as de diferentes partes do Brasil: egressos/as e parceiros/as em diferentes projetos, que participarão dos eventos que devem marcar os 25 anos do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), entre os dias 18 e 20 de abril de 2016.
A série de eventos que comemora os 25 anos do NIGS se inicia com a Jornada de Divulgação dos Resultados Preliminares do projeto “Avaliação do Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero”, da Secretaria de Políticas para as Mulheres A atividade será restrita para os/as pesquisadores/as envolvidos/as com o projeto voltado a avaliar os resultados de uma década desta política pública.

O segundo dia do evento, terça-feira (19 de abril), a partir das 14h, será voltado para a comunidade acadêmica. Um vídeo com depoimentos de egressos/as do NIGS será exibido já na abertura, no Espaço Físico Integrado (EFI), da UFSC. Em seguida, estarão em discussão duas dezenas de projetos coletivos desenvolvidos pelo núcleo de pesquisa (confira tabela completa da programação). Neste dia, o destaque será para temáticas interdisciplinares, como parentesco; família e novas tecnologias de reprodução; gênero e história das ciências humanas; gênero e educação; feminismos e novos movimentos sociais.

A performance “Cenas do Papo Sério” será uma mostra do trabalho do NIGS no campo da educação e extensão universitária em diálogo com escolas da grande Florianópolis. A atividade cultural antecede a conferência de encerramento da professora Miriam Pillar Grossi: “Gênero, Identidades e Subjetividades: 25 anos de estudos feministas e queer”, às 18h15.

Na quarta-feira (20 de abril) o foco será a apresentação dos resultados do projeto “Antropologia, Gênero, Ciências e Educação”, financiado pelo Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem) da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) em parceria com o CNPq. Neste dia, serão apresentados os resultados de pesquisa de quatro instituições de ensino: UFSC, UNIPLAC/Lages, UFFS/Chapecó e UNISUL/Tubarão. Haverá uma Roda de Conversa, com foco na nucleação das pesquisas desenvolvidas pelo NIGS em diferentes IFES do Brasil, com a participação de egressos/as de pós-doutorados/as institucionais (Reuni 2011-2012 e PNPDs/Capes 2009-2016) e apresentação de resultados de pesquisas sobre Antropologia, Gênero e Educação desenvolvidas por membros/as das equipes de ensino médio, graduação, mestrado e doutorado. O evento será finalizado com a intervenção do professor Cesar Zucco (FAPESC) e pró-reitores da UFSC, UFFS, UNISUL e UNIPLAC – como atividade fechada aos membros da rede.

Programação do dia 19 de abril de 2016 (terça-feira)

14:00 – 14:45
Abertura dos trabalhos pelos mestres de cerimônias Felipe Fernandes (UFBA) e Juliana Cavilha (Estácio Florianópolis)
Apresentação do vídeo: NIGS 25 anos (editado por Suzana Costa e Miriam Pillar Grossi)

14:45 – 15:45
Projetos coletivos desenvolvidos pelo NIGS

Período: 1990 – 2009
Coordenação: Alinne Bonetti (Unipampa)

1. Trabalho de Campo e Subjetividade – Elisete Schwade (UFRN)
2. Violências contra grupos minoritários na mídia – Juliana Cavilha (ES) e Raquel Wiggers (UFAM)
3. Mapeamento de Organizações feministas no Brasil – Sonia Miguel (SPM)
4. Projeto Rizoma – Ilse Scherer Warren (UFSC)
5. Novas Tecnologias Reprodutivas e Humanização do Parto – Marlene Tamanini (UFPR)
6. Projetos Institucionais CNPq – Vinicius Kauê Ferreira (EHESS) e Marie Leal (UFSC) e SPM de apoio a núcleos Fernanda Moraes (UFPR) e Carmem Vera Vieira (UFSC) – 2008/2016.
7. Rede Parentalidades e Conjugalidades – Anna Uziel (UERF) e Eduardo Saraiva (UNISC)
8. Ensino religioso e gênero nas escolas -Maria Amelia Dickie (UFSC) Myriam Aldana (Unochapecó) e Tania Welter (NIGS)
9. Iniciação sexual e gênero nas escolas de Santa Catarina – Felipe Fernandes (UFBA) e Fernanda Cardozo (UFSC)
10. História das Mulheres Antropólogas – Carla Cabral (UFRN)

15:45 – 16:15
Intervalo

16:15 – 17:30
Projetos coletivos desenvolvidos pelo NIGS
Período: 2010 – 2016

Coordenação: Isadora Vier Machado (UEM)
1. Gênero e Ciências – Caterina Rea (Unilab) e Daniela Novelli (UDESC)
2. Conferências Nacionais de Políticas para Mulheres – Felipe Fernandes (UFBA) e Elisete Schwade (UFRN)
3. Nome Social e Trans Day – Simone Avila (SMS-POA), Melissa Barbieri (UFSC) e Crishna Correa (UFSC)
4. Papo Sério: oficinas e concursos – Anelise Froes (UFRGS), Arianna Sala (MEC) e Marisa Naspolini (UFSC)
5. Formação de professoras: assessoria GEEMPA – Marcelo Oliveira (UFV) e GDE, Olga Zigelli Garcia (UFSC) e Pedro Magrini (UFSC)
6. Projetos Institucionais CNPq e SPM de apoio a núcleos – Marie Leal (UFSC) Fernanda Moraes (UFPR), Carmem Vera Vieira (UFSC)
7. Projetos de redes:
PROCAD – Elisete Schwade (UFRN)
CAPES COFECUB – Anna Amorim (UFSC) e Claudia Nichnig (IES)
LIESS – Melissa Barbieri (UFSC)
8. Projeto Antropologia, Gênero e Educação e PNPD CAPES – PRONEM FAPESC Tânia Welter (NIGS) e Mareli Graupe (UNIPLAC) 2011/2016.
9. Avaliação do Prêmio Igualdade de Gênero – Tânia Welter (NIGS), Marinês da Rosa (UFSC) e Izabela Liz Schlindwein (UFSC) 2015/2016.

17:30 – 18:00
Intervalo

18:00 – 18:15
Performance Cenas do Papo Sério
Coordenação: Marisa Naspolini (UFSC)
Equipe: Emília Dutra (UDELAR), Isis Beck (Administração), Suzana Costa (UFSC), Nauana Antonello (Ciências Sociais), Suzana Costa (Antropologia) e Vinicius Bressan (Jornalismo).

18:15 – 19:00
Conferência de encerramento
Coordenação: Mara Lago (UFSC)
Gênero, identidades e subjetividades: 25 anos de estudos feministas e queer – Miriam Pillar Grossi (UFSC)

19:00 às 19:15
Mesa de encerramento com autoridades

19:15 às 20:00
Festividade de encerramento


Jornada NED-NIGS: Ética do Cuidado, Feminismo e Deficiência ocorre durante o 13º Mundo de Mulheres (MM) e 11º Fazendo Gênero (FG)

Realização: 04 e 05 de agosto de 2017

Considerando o cuidado como categoria central na teoria feminista da deficiência, o evento tem como objetivo promover um profícuo diálogo com pesquisadoras e pesquisadores do campo dos estudos feministas e de gênero ao trazer reflexões e/ou divulgar contribuições de temáticas oriundas dos estudos feministas sobre deficiência, com ênfase nas discussões relacionadas a cuidado e deficiência.

Data: 04 e 05 de agosto de 2017
Local: Auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas – Universidade Federal de Santa Catarina

Programação:

04/08 (sexta-feira)
Das 19h30min às 20h30min – Conferência de abertura com Profª. Drª. Lívia Barbosa (UnB): “Cuidado e Filosofia Política Contemporânea: abordagens feministas de ética e de justiça”

05/08 (sábado)
Das 08h às 10h – Mesa redonda 1: “Cuidado, feminismo e zika vírus”

Palestrantes: 
Profª. Drª. Rozeli Porto (UFRN): “Síndromes do zika e suas articulações no Rio Grande do Norte: primeiros olhares”
Profª. Drª. Margareth Arilha (Unicamp): “Zika: mulheres e cuidado em saúde mental”.
Doutoranda Gabriela Rondon (UnB, Anis): “Zika em Alagoas: a urgência dos direitos” 

Debatedora: Anahi Guedes de Mello (NED/NIGS/UFSC, Anis)
Coordenação: Paula Helena Lopes (NED/UFSC)

Das 10h às 10h30min – Coffee break* 

Das 10h30min às 12h30min – Mesa redonda 2: “Cuidado, feminismo e outras interseções”
Palestrantes: 
Profª. Drª. Carolina Branco Castro Ferreira (Unicamp): “Assistência sexual a pessoas com deficiência e mediações em saúde” 
Doutoranda Geisa Bock (NED/UFSC): “A ética do cuidado na educação: contribuições do Desenho Universal para a Aprendizagem”
Mestranda Ruthie Bonan Gomes (NED/UFSC): “Deficiência intelectual, cuidado e justiça pela dependência complexa” 

Debatedora: Profª Drª Marivete Gesser (NED/UFSC)
Coordenadora: Karla Garcia Luiz (NED/UFSC)

Das 12h30min às 14h – Intervalo para almoço na Elase* 

Das 14h às 15h30min – Roda de Conversa “Cuidado, feminismo e câncer”coordenada pela Profª. Drª. Miriam Pillar Grossi (NIGS/UFSC) e Prof. Dr. Adriano Henrique Nuernberg (NED/UFSC), com participação aberta a depoimentos de pesquisadoras feministas com experiência de câncer (pessoal, membros da família, amigas etc.).

Das 15h30min às 16h – Coffee break* 

Das 16h às 17h30min – Conferência de encerramento com Profª. Drª. Claudia Fonseca (UFRGS): “Uma ética feminista de cuidado: que diferença faz?”

Organização geral: 
Núcleo de Estudos sobre Deficiência, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFSC &
Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da UFSC

Apoio:
Anis – Instituto de Bioética

Coordenação geral do evento: 
Profª Drª Marivete Gesser, coordenadora geral do NED
Profª Drª Miriam Pillar Grossi, coordenadora geral do NIGS

Me. Anahi Guedes de Mello, doutoranda em Antropologia Social da UFSC e pesquisadora do NIGS e NED. Também é pesquisadora associada da Anis – Instituto de Bioética.

Inscrição pelo e-mail
______________________________________________________
*Coffee break e almoço por conta de cada participante

#paracegover Em um fundo branco há quadrados estampados e coloridos. Os coloridos são desenhos de flores chicanas.

Do centro à direita, há uma obra de Frida Kahlo, chamada “A coluna partida”. Trata-se de um autorretrato. No autorretrato, Frida tem seu corpo marcado por “florzinhas-prego”, veste uma saia branca esvoaçante e no tronco estão algumas tiras brancas. Ela olha para o espectador seriamente. Seus seios estão nus e, entre eles, aparece sua coluna vertebral representada por um ferro.

No canto esquerdo, de cima para baixo, estão os símbolos do NIGS, do NED, da Anis e da UFSC.

Na parte superior da imagem está escrito em azul: “Jornada NED-NIGS: Ética do Cuidado, Feminismo e Deficiência.”. Em vermelho, logo abaixo: “04/08 (das 19:30h às 20:30h)
05/08 (das 8h às 18h).”

Na parte inferior da imagem está escrito também em azul “No auditório do Cento de Filosofias e Ciências Humanas – UFSC.

Inscrição pelo e-mail
EVENTO GRATUITO E ABERTO AO PÚBLICO”.


VIII Jornadas de Jóvenes Investigadores”

Realização: 4 a 6 de novembro de 2015

O Intituto de Investigações Gino Germani convida jovens pesquisadores para participar da “VIII Jornadas de Jóvenes Investigadores”, que será realizada nos dias 4, 5 e 6 de Novembro de 2015, em Buenos Aires, Argentina. O prazo para envio dos resumos é 1º de junho de 2015.

Para mais informações, acesse o site: http://jornadasjovenesiigg.sociales.uba.ar/


 Jornada Internacional NIGS: Trabalho de campo, ética, sexualidades

Realização: 12 e 13 de setembro de 2013

jornada1

PROGRAMA

Quinta-feira 12/09/2013

Local: Hotel Maria do Mar
8:00 às 20hs – Transfer aeroporto –hotel

v  15:30 – RECEPÇÃO PARTICIPANTES E ABERTURA DA JORNADA

v  16:00 às 18:00: Roda de Conversa – Desafios da pesquisa de campo em rede e o trabalho em grupo

v  Coordenação: Miriam Grossi (UFSC)

Relato de experiências dos projetos desenvolvidos em redes articuladas com o NIGS-UFSC. Coordenadoras/es dos diferentes projetos apresentarão resultados e inquietações de diferentes projetos desenvolvidos em redes. Cada projeto

Apresentadoras e apresentadores:

 

I. REDES

  • Elisete Schwade (UFRN), Carmen Rial (UFSC), Deise Lucy e Marcia Calderipe (UFAM) – PROCAD NF UFRN, UFSC e UFAM
  • Telma Camargo (UFG) e Antonella Tassinari (UFSC)– PROCAD Casadinho UFG,UFRGS e UFSC
  • Maria da Conceição Gabão Osório e Maria José Serra Ribeiro Arthur (WLSA) – Women and Law in Southern Africa
  • Rafael Cáceres (Universidad Pablo de Olavides)– LIESS – Rede Ibero-americana de Estudos sobre Sexualidade

II. PROJETOS DE PESQUISA E INTERVENÇÃO COORDENADOS PELO NIGS

  • Miriam Grossi (UFSC)
  • com Felipe Fernandes (UFSC)–Projetos Ministério da Saúde  e SPM
  • com Tania Welter (UFFSC) e Maria Amelia Dickie (UFSC)- Projeto PROSARE
  • com Olga Zigelli Garcia (UFSC) e Mareli Graupe (UNIPLAC) –Projeto GDE
  • com Caterina Rea (UFSC)- Projeto Antropologia, Gênero e Ciências (PNPD CAPES, CNPq, Dictionnaire des Femmes)
  • com Arianna Sala (UFSC) Projeto  Papo Serio
  • com Tânia Welter (UFFS), Mareli Graupe (UNIPLAC) e Tânia Mara Cruz (UNISUL) – Projeto Antropologia, Gênero e Educação (FAPESC)

18hs- coffee break

18:30 às 20:30:  Mesa 1 Trabalho de Campo e Sexualidade

 

 Coordenadora: Elisete Schwade (UFRN)

 Palestrantes:

  • Camilo Albuquerque de Braz (UFG -Brasil): “Sujeitos impróprios, imprevistos – tensões entre antropologia, sexualidade e a regulamentação de pesquisas em/com seres humanos”
  • Fátima Weiss de Jesus (UFAM – Brasil): “Uma antropóloga em campo”.
  • Wagner Camargo (UFSCar- Brasil): “Corpos, suor e sêmen: ponderações sobre sexo e sexualidade no trabalho de campo”
  • Susana Rostagnol (UDELAR – Uruguai): “Etica y trabajo de campo: cuando nuestros interlocutores nos contan sus secretos”

Debatedora: Alinne Bonetti (UFBA-Brasil)

20:30 – Jantar

 

Sexta 13/09/2013

Local: Hotel Maria do Mar

8:30 às 10:30 – Mesa 2: Política e Homossexualidades

 Coordenador: Carlos Guilherme do Valle (UFRN – Brasil)

Palestrantes:

  • Mario Martín Pecheny (UBA – Argentina)“Política y sexualidad en América Latina: ¿aún el siglo del neoliberalismo?”
  • Felipe Bruno Martins Fernandes (PPGAS/UFSC-Brasil)“Politicas públicas brasileiras LGBT: Governos Lula e Dilma”
  • Thamy Ayouch (Universite de Lille/França e USP/Brasil)“As homossexualidades questionando a psicanálise”
  • Rafael Cáceres (Universidad Pablo Olavides – Espanha) “Las mariquitas del sur: religión y homosexualidad en Andaluzia”

 Debatedora: Caterina Rea (PPGICH/UFSC – Brasil)

 10:30 – Intervalo

 11:00 às 13:00 – Mesa 3: Trabalho de campo e ética

 Coordenadora: Telma Camargo da Silva (UFG –Brasil)

 Palestrantes:

  • Ana Alcazar Campos (Universidad de Granada – Espanha): “Trabajo de Campo, Sexualidad y intimidad”.
  • Carmen Gregorio Gil (Universidad de Granada – Espanha)“Comprometiendo nuestra cotidianidad”: relaciones de género, parentesco y sexualidad en el trabajo de campo etnográfico”.
  • Marlene Tamanini (UFPR-Brasil): “A metodologia  do particular quando  ele  é só elucidativo”.
  • Tania Perez Bustos (Pontificia Universidade Javeriana -Colombia) “Etica do Cuidado na produçao/circulação do conhecimento cientifico”

 Debatedora: Rozeli Maria Porto (UFRN– Brasil)

 13:00 – Almoço

 13:45: Transporte para UFSC

14:30 às 16:30Grupos de trabalho 1 e 2

  • GT 1. Juventudes e sexualidades

Local: Auditório CFH – UFSC

 Coordenador: Eduardo Saraiva (UNISC- Brasil)

 

Palestrantes:

  • Alexandra Salguero Velasquez (UNAM – México): “Sexualidad y paternidad en estudiantes universitarios”
    • Myriam Aldana Vargas (UNOCHAPECÓ – Brasil): “Antropofagia no século XXI? Sexo como dispositivo de domínio e poder, álcool e masculinidade”.
    • Bruno dos Santos Hammes (PPGAS/UFG – Brasil): “Eu prefiro um filho morto, do que Viado”: Revisando Parentescos, visitando famílias, pensando as [Homo]Sexualidades.
    • Maria da Conceição Gabão Osório (WLSA – Moçambique): “Identidades de gênero e identidades sexuais, no contexto dos ritos de iniciação”

 Debatedora:Olga Regina  Zigelli Garcia (UFSC- Brasil)

  • GT2. Educação, Gênero E Sexualidades

Local: Auditório CFH – UFSC

 Coordenadora: Marcia Calderipe (UFAM- Brasil)

 

Participantes:

  • Mareli Eliane Graupe (UNIPLAC – Brasil): “Relações de gênero e diversidade na escola”
  • Kathryn Zamora Moeller (University of Wisconsin Madison/USA)The Girl EffetSexualidade, Mulheres Jovens e Investimento Empresarial pelas Corporações dos Estados Unidos”
  • Arianna Sala (PPGAS/UFSC- Brasil): “Debatendo gêneros e sexualidades nas escolas”

 

Debatedora:Maria José Serra Ribeiro Arthur (WLSA -Moçambique)

 16:00 – Coffee Break

 17:00 às 18:30 – Grupos de trabalho 3 e 4

  • GT3. Violências e Sexualidades

Local: Sala Silvio Coelho dos Santos – Prédio D CFH  1º andar Depto de Antropologia

 Coordenadora: Maria Macarro (Universidad Pablo de Olavide – Espanha)

 Palestrantes:

  • Patricia Rosalba Moura Costa (IFSE-Brasil)“Da terra, do campo: violências de gênero em dois assentamentos rurais dos Estados de Alagoas e Sergipe”
  • Anahí Guedes Mello (PPGAS/UFSC): “Gênero e Deficiência: do campo das violências contra as mulheres com deficiência às violências no campo”
  • Angela Sacchi  (CEPAC/UnB): “As violências contra as mulheres indigenas”

Debatedora:Juliana Cavilha (ASSSESC – Brasil)

  • GT 4. Parentalidades e Conjugalidades
  • Local: Sala silvio Coelho dos Santos – Depto de antropologia

 Coordenador: Flavio Tarnovski (UFMT – Brasil)

Palestrantes:

  • Jimena Massa (PPGAS/UFSC): “Lutas políticas de reconhecimento de parentalidades na Argentina”
  • Anna Carolina Horstmann Amorim (PPGAS/UFSC)“Maternidades Lésbicas no Brasil Contemporâneo”.
  • Raimunda Conceição Sodré (PPGAS/UFAM) “ Conjugalidade e gênero no Quilombo de Narcisa em Capitão Poço – Pará”

 Debatedora:Elixabete Imaz (Universidad del País Vasco – Espanha)

18:30 – Intervalo

 19:00-20:30 Palestra de Encerramento – “Desafios Éticos da Pesquisa Antropológica Contemporânea”

Palestrante: Claudia Fonseca (UFRGS- Brasil e Universad San Martin – Argentina)

Coordenadora da MesaTania Welter (UFFS- Brasil)”

Debatedora: Miriam Grossi (UFSC- Brasil)

INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES

 ARGENTINA

UBA – Universidad de Buenos Aires

USM – Universidad San Martin

 BRASIL

ASSSESC

IFSE- Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe

UFAM – Universidade Federal do Amazonas

UFBA – Universidade Federal da Bahia

UFFS – Universidade Federal da Fronteira Sul

UFG – Universidade Federal de Goiás

UFMT- Universidade Federal de Mato Grosso

UFPR – Universidade Federal do Paraná

UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte

UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul

UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina

UFSCar – Universidade Federal de São Carlos

UnB- Universidade de Brasilia

UNIPLAC – Universidade do Planalto

UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul

UNOCHAPECÓ – Universidade de Chapecó

 COLOMBIA

Pontificia Universidade Javeriana

 ESPANHA

UG – Universidad de Granada

UPV -Universidad del País Vasco

UPO- Universidad Pablo de Olavide

 ESTADOS UNIDOS

University of Wisconsin – Madison

 MEXICO

UNAM – Universidad Nacional Autonoma de Mexico

 MOÇAMBIQUE

WLSA – Women and Law in Southern Africa

 URUGUAI

UDELAR – Universidad de La Republica


Jornada Gênero e Ciências 

Realização: 04 e 05 de julho de 2013

Evento abordará a temática gênero e ciência

cartaz_genero_ciencias.001

PROGRAMA 

Local: Mini-auditório do CFH – UFSC
Quinta-feira, 4 de julho de 2013
15:00 – RECEPÇÃO, EXPOSIÇÃO DE POSTERES E ABERTURA

15:30 às 17:30- Mesa Redonda 1 – Mulheres na História da Antropologia e Museologia  –  Projetos de Iniciação Cientifica desenvolvidos no NIGS (2008 a 2013)

Coordenadora: Betina Lima (UNICAMP e CNPq)

Apresentadoras:
Miriam Grossi (UFSC) – Gênero na história e na transmissão das antropologias e campos cientificos contemporâneos: balanço da formação de jovens pesquisadoras/es

Giovanna Licia Triñanes (Mestrado em Comunicação e Semiótica – PUC SP) Onde fica a antropologia na disciplina de Sociologia no Ensino Médio?

Francine Rebelo Pereira (Mestrado em Antropologia Social – UFSC) –História da Antropologia sob a ótica de gênero: recuperando trajetórias de antropólogas

Bruna Klöppel (Graduação em Ciências Sociais – UFSC) –Uma história das mulheres na Antropologia Brasileira: Ruth Cardoso e Eunice Durham.

Gabriella Figueiredo dos Santos (Graduação em Ciências Sociais – UFSC) Beth Lobo: Pioneira Nos Estudos De Gênero No Brasil”.

Julia Godinho (Graduação em Museologia – UFSC) – Re-inventing the ‘F’ Word – Feminism”: gênero, museus e museologia

Debatedora: Candice Vidal e Souza (PUC MG)

 17:30 as 18:00 – Coffee Break

18:00 às 20:00 MESA REDONDA 1 –  Mulheres nas Ciências Biológicas, Saúde e Engenharias

Coordenadora: Olga Zigelli Garcia (UFSC)

Apresentadoras:

Luzinete Minella (PPGICH/UFSC) –Perfil sócio-econômico, etário, étnico e segundo o sexo entre estudantes da graduação em Medicina da UFBA (2005-2012)

Luciana Klanowitz (UNICENTRO) – Mulheres nos cursos de engenharia no sul do Brasil (1998-2012)

Caterina Rea (PPGICH/UFSC) –  Olhar de gênero num laboratório de Farmacologia 

Felipe Fernandes (PPGAS/UFSC) – A sombra dos homens: a participação de mulheres na Biologia no Sul do Brasil  

Debatedora: Margaret Lopes (UNICAMP)

 

Sexta feira 05 de julho 2013

Local: Mini-auditório CFH UFSC

08:30 às 10:30 –MESA REDONDA 3 – Mulheres nas ciências humanas

Coordenadora: Mara Lago (PPGICH UFSC)

Candice Vidal e Souza (PUC MG) Trajetórias femininas na antropologia brasileira: ensino, pesquisa e transmissão disciplinar

Betina Lima (UNICAMP – CNPq)-  Mulheres, gênero e ciência

Fernanda Azeredo Moraes (UPG) Josildeth Gomes Consorte: trajetórias de estabelecimento da antropologia brasileira nas décadas de 1950/1960

Izabela Liz Schlindwein (PPGICH UFSC) participação de intelectuais feministas do século 19 na história da educação no Brasil

Debatedora: Caterina Rea (Pós-doutoranda PPGICH UFSC)

10:30 – 11:00 Coffee break

11: 00 – 12:30  Conferência de encerramento e debate final

Coordenadora: Miriam Grossi (UFSC)

Conferencista:

Margaret Lopes (Núcleo de Estudos Pagu -UNICAMP) – Intersecções possíveis e ainda por vir: Gênero em Ciências e Tecnologias


Journée d´Etudes LGBT APEB-NIGS

Realização: 05 de outubro de 2012

Estudantes da UFSC participam de organização e apresentação de trabalhos em Jornada na França

AFFICHE-FELIPE-web2-724x1024

O tema “Marcadores sociais da diferença: estudos brasileiros em Toulouse” será discutido por pesquisadores brasileiros que estudam em Toulouse, na França, nesta sexta-feira, dia 5 de outubro.

A jornada de estudos é uma atividade do Programa de Investigação de Gênero, Parentesco e Sexualidade – um estudo comparativo entre França e Brasil, financiado pela Capes e Cofecub, órgãos brasileiro e francês. “A iniciativa pretende estender a análise coletiva como parte da relação franco-brasileira e desenvolver uma rede de colaboração científica entre os dois países”, detalha um dos organizadores da Jornada, Felipe Bruno Martins Fernandes, pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales e pesquisador do Núcleo de Identidades e Subjetividades (NIGS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Também fazem parte desta equipe de trabalho duas doutorandas do Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Daniela Noveli e Melina Ayres de la Barrera (confira a programação abaixo).


Este programa de investigação, que oportuniza a pesquisa a muitos estudantes brasileiros do campo das ciências humanas e sociais, está focado em questões de gênero, raça, deficiência, religião, sexualidade e classe. Neste sentido, as pesquisas têm a ver com as constituições das identidades individuais e coletivas, distinções e discriminação.

Mais informações em

http://ebat.hypotheses.org/~~V

Programação da Jornada de estudo: “Os marcadores sociais da diferença: estudos brasileiros em Toulouse”

Sexta-feira, 5 de outubro, 2012
Apresentação da coordenação do programa CAPES-COFECUB.

Keynote Jerome Courduriès (LISST-CAS, Toulouse)
“Ser jovem e gay (o): a experiência da rejeição familiar”
Workshop 1 – “A história como um ponto de encontro interdisciplinares biografias e revistas”
Moderador: Marcilene Costa
Debatedor: Sylvie Sagnes (CNRS-LAHIC IIAC)

“Diálogos geracionais e estética em ‘Vogue’” (Paris-América-Brasil) – Daniela Novelli (Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil e LISST / EHESS)

“Louis Léger Vauthier, engenheiro francês no Brasil na década de 1840. Entre história e memória” – Emanuelle Maupeou (História, UTM, Toulouse)

Workshop 2 – “A política da raça: pós-escravidão, a Unesco e o território”

Moderador: Felipe Fernandes
Debatedor: Mylène Hernandez (EHESS, LISST-CAS, Toulouse)

“Instrumentos normativos da Unesco e a luta contra o racismo na educação” – Ana Cristina da Cruz Juvenal (Universidade Federal de São Carlos, Brasil e EHESS, Paris)

“Construção de cor: um marcador de diferença para as pessoas das comunidades de descendentes de escravos no Brasil” – Marcilene Silva da Costa (LISST-CAS, Toulouse)

Workshop 3 – “Gênero e sexualidade: mídia e violência”
Moderador: Jerome Courduriès
Debatedor: Angelina Peralva (UTM, LISST-CERS, Toulouse).

“Gênero, deficiência e mídia: os marcadores sociais de ‘Viver a Vida’” – Melina Ayres de la Barrera (Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil)

“Mortes de ‘travestis’ e ‘pais de santo’ no Brasil: homofobia, transfobia e intolerância religiosa – Felipe Fernandes” (EHESS, Toulouse)

“Apresentação de ‘O Voo da Beleza’, de Alexandre Valle (Universidade Federal do Ceará, Brasil). O filme será seguido de um debate.

 


Les marqueurs sociaux de la différence: Études Brésiliennes à Toulouse 

Data: 05 de outubro de 2012

Local: Espace des diversités et de la laïcité | Centre LGBT | 38, rue d’Aubuisson – 31000, Toulouse
Realização: APEB-Fr (Direção Regional Sudoeste) | Université Toulouse II – Le Mirail | Universidade Federal de Santa Catarina | LISST-CAS | NIGS/UFSC | CAPES/COFECUB
Contatos: 

Acompanhe virtualmente a Journée d´Etudes LGBT APEB-NIGS

 

O encontro é organizado pelo Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades, Universidade Federal de Santa Catarina (NIGS/UFSC), coordenado pela professora Miriam Pillar Grossi, em parceria com a APEB France (Associação dos Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França). O objetivo é colocar em dialogo pesquisas de temas relacionados às questões LGBTT no Brasil e na França a fim de proporcionar a reunião de ativistas de movimentos sociais, pesquisadores e demais interessadxs em diálogos e trocas de experiência.

link: http://www.ustream.tv/channel/journée-d-etudes-apeb-nigs