Oficinas

Oficina “Corpos Marcados” – 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres – 10/12/2019

Equipe do NIGS participará dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, em parceria com o IEG, oferecendo a Oficina Corpos Marcados no dia 10 de dezembro de 2019 às 10h no Espaço Cultural Gênero e Diversidade. A oficina será aberta a toda a comunidade. Os 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional  que tem inicio no dia 25 de novembro (dia internacional pela eliminação da violência contra as mulheres) e vai até o dia 10 de dezembro (dia internacional dos Direitos Humanos). Aqui no Brasil, a campanha tem inicio no dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra e também termina no dia 10 de dezembro.

NIGS presente no Evento Científico-Cultural Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – 25/10/2019

Na sexta-feira, dia 25 de outubro, a equipe do NIGS esteve presente no Evento Científico-Cultural promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) que ocorreu no Jardim Botânico Municipal de São José, localizado no bairro Potecas. Amanhã, dia 26, estaremos lá novamente e convidamos a todos para participarem de nossas dinâmicas e rodas de conversa.

  

 

Oficina oferecida pela equipe do NIGS na EBM João Gonçalves Pinheiro – 26/09/2019

No dia 26 de setembro, quinta-feira, ocorreram  oficinas com a temática Diversidade e Equidade na Escola Básica Municipal João Gonçalves Pinheiro localizada no bairro Rio Tavares em Florianópolis. Participaram das atividades oferecidas pela equipe 40 estudantes, em sua maioria moradores da região da escola e de faixa etária de 11 a 15 anos.

Nas oficinas, conduzidas por Leonardo de Miranda Ramos e Laura Gelpi, foram trabalhados os conceitos de gênero e identidade através de dinâmicas e atividades corporais, dentre as quais estão: jogo das identidades, jogo dos bonequinhos e o jogo dos privilégios. Foram distribuídas a Revista Papo Sério para todas as participantes com o intuito de que os debates ocorridos durante as oficinas pudessem ser levados adiante, compartilhados com familiares e amigos. Um exemplar foi deixado na escola para que pudesse ser utilizado em futuras atividades que abordassem as mesmas temáticas.

A oficina fez parte do segundo ano do projeto Nós Podemos da escola, fruto da demanda das próprias estudantes e conta com a participação ativa do grêmio estudantil da escola, além de diversas professoras e professores que aderiram a ideia. O Nós Podemos surgiu da necessidade de revitalização e ressignificação dos banheiros femininos da escola, cujo espaço possuía pixos com dizeres violentos.

Se sua escola gostaria de promover oficinas ou rodas de conversa sobre os temas gênero, diversidades e identidades, entre em contato conosco.

NIGS na UFSC na Praça

No dia 31 de agosto de 2019 o NIGS esteve presente na 5ª edição da UFSC na Praça que ocorreu na Arena Consulado, no Saco dos Limões, das 14 horas às 17 horas. Houve contação de história, consultoria jurídica, além da integração entre as pessoas que participaram da ação. Ao final, aconteceu uma reunião que avaliou a importância da ação na aproximação com a comunidade e, também a enfase à dimensão política na defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade para todas/os.

O movimento UFSC na praça começou nas mobilizações em defesa da educação em maio de 2019. O objetivo é a aproximação da população com as pesquisas feitas dentro do âmbito universitário.

A equipe do NIGS apresentou produções desenvolvidas no núcleo e interagiu, com as pessoas que por lá passaram, a partir de uma das pesquisas desenvolvida na tese doutoral de Marinês da Rosa intitulada “Metodologias de pesquisa com mulheres encarceradas”. Participaram da ação estudantes de Iniciação Científica PIBIC CAPES e CNPq Alana Verani, Alexandre Soli, Laura Gelpi e a doutoranda professora da UNEMAT Marinês Rosa.

Os visitantes puderam ler as cartas escritas pelas mulheres encarceradas, as chamadas Marias, olhar fotos de atividades desenvolvidas por Marinês Rosa com as Marias no cárcere, jogar o baralho “Mulheres e seus poderes de libertação” e conhecer outros projetos desenvolvidos pelo IEG, como o projeto Papo Sério que também é desenvolvido pelo NIGS.

Acompanhe a UFSC na Praça, através de sua página no Facebook.

Espaço montado pela equipe do NIGS para receber a comunidade. (Foto: Alana Verani, 31/08/2019). #Pracegover: a foto retrata o espaço que os visitantes poderiam jogar o baralho “Mulheres e seus poderes de Libertação”. Há uma mesa com quatro cadeiras no centro, ao seu redor estão fotos dos projetos feitos no cárcere. Ao canto direito da foto há uma caixa com uma etiqueta escrito “Cartas do Cárcere”.

Espaço montado pela equipe do NIGS para receber a comunidade. (Foto: Alana Verani, 31/08/2019). #Pracegover: A foto mostra o espaço de exposição das fotos das Marias. As fotos estão presas com grampos de roupas em barbantes amarrados em grades. Ao lado direito Há uma mesa branca. Pessoas estão sentadas na parte de dentro da estrutura que possui formato quadrado. Três mulheres estão em pé olhando as fotografias.

Baralho “Mulheres e seus poderes de libertação”. (Foto: Alana Verani, 31/08/2019). #Pracegover: na foto estão expostas as cartas do baralho distribuídas em meia lua, juntamente com um pequeno livro. As cartas e os livretos estão expostos em cima de um tecido roxo de lantejoulas. As cartas possuem desenhos aquarelados de pássaros voando em um céu rosa e roxo.

Visitantes lendo as cartas das Marias. (Foto: Alana Verani, 31/08/2019). #Pracegover: Duas mulheres estão sentadas lendo cartas que estão dispostas em um barbante amarrado em grades.

Menina observando as atividades das Marias. (Foto: Alana Verani, 31/08/2019) #Pracegover: Na foto vemos uma menina negra segurando com as mãos uma das fotos expostas das mulheres encarceradas, as fotos mostram as atividades que Marinês da Rosa fazia com as Marias dentro do cárcere. As fotos estão penduradas com grampos de roupa em um barbante que está amarrado em grades.