Videos

Nesta seção você encontrá produções audiovisuais do NIGS e do NAVI (Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem) que abordam as mais diversas temáticas, desde documentários até o registro das duas primeiras edições do Concurso de Cartazes.

Também não deixe de conferir no YOUTUBE: 4º CURSO DE CURTA DURAÇÃO EM GÊNEROINSTITUCIONAIS, MESAS REDONDAS E PALESTRAS, VÍDEO AULAS e V -VI CONCURSOS DE CARTAZES.

MAUSS SEGUNDO SUAS ALUNAS:

Este vídeo resgata a trajetória intelectual, docente e política do Antropólogo francês Marcel Mauss, um dos fundadores da Escola Francesa de Sociologia e Antropologia, reconhecido por suas importantes obras e por seu legado intelectual representado numa eminente linhagem de pesquisadoras e pesquisadores. A partir de uma perspectiva de gênero, a rememoração do trabalho deste grande clássico da Antropologia se deu por meio de entrevistas realizadas com três de suas principais ex-alunas: Denise Paulme, Germaine Dieterlain e Germaine Tillion.

Ficha técnica
Realizado pelas Profas. Dras. Carmen Silvia Rial e Miriam Pillar Grossi, respectivas coordenadoras do Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem (NAVI) e do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), vinculados ao Laboratório de Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 2002.

 

Dinamizando estudantes: Reflexões sobre as Oficinas Temáticas do Projeto de Extensão Papo Sério – Guilherme Borges Laus (29º SIC UFSC)

O Projeto Direitos Humanos, Antropologia e Educação tem como proposta a avaliação de políticas públicas nas áreas de educação e diversidades nos Governos Lula e Dilma. Minha pesquisa esteve situada na frente do projeto responsável pela avaliação dos projetos de extensão que o NIGS/UFSC desenvolveu nas áreas de gênero e educação, em específico o Projeto de Extensão Papo Sério. Este atuou entre os anos de 2007 e 2015, promovendo a discussão sobre gênero, sexualidade, diversidades e violências em escolas públicas da Grande Florianópolis. Para tanto, ele contou com algumas frentes de atuação ao longo dos anos. Convidado pelas escolas, o Núcleo reunia equipes e programava eventos em formato de oficinas para se debater tais questões com esse público do ensino fundamental e médio. Interessado no desenvolvimento dessas Oficinas, meu objeto de pesquisa foram as dinâmicas que eram desenvolvidas com os estudantes, refletindo, através de suas propostas metodológicas, sobre os modos possíveis e potentes de se discutir essas temáticas nas escolas. Minha metodologia foi documental. Para entrar em contato com as dinâmicas das Oficinas Temáticas do Papo Sério, empreendi um processo de etnografia em arquivo, lendo os roteiros de oficinas arquivados desde a época do Papo Sério no acervo do NIGS. Ao ler, registrar, sistematizar e analisar estes dados, foi possível compreender quais dinâmicas eram postas em prática pelo Núcleo para se trabalhar essas discussões com essas e esses estudantes. Concluindo, ressalto o caráter de extensão que o Papo Sério tinha, entendendo o significado de pensarmos em uma Antropologia em extensão, fora dos limites universitários e comprometida com causas políticas e uma Antropologia que valorize projetos de extensão na formação de seus profissionais. Acerca das dinâmicas do Papo Sério, compreendi que é possível, ainda que as dezenas de dinâmicas distintas apresentem metodologias diferentes, enxergar princípios que orientaram o Projeto em “um todo”.

Ficha Técnica

Realizado por Guilherme Borges Laus. Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), UFSC, 2019.

 

Na Antropologia tem mulheres (e muitas!): A presença feminina no 18º Congresso IUAES

A International Union of Anthropological and Ethnological Sciences (IUAES) é uma organização mundial de cientistas e instituições que trabalham nos campos da Antropologia e Etnologia, mas é também uma organização que angaria o interesse de profissionais de outras áreas como Arqueologia e Linguística. O objetivo da IUAES é aumentar o intercâmbio e a comunicação entre acadêmicos de todas as regiões do mundo, em um esforço coletivo para expandir o conhecimento humano. Desta forma, espera contribuir para uma melhor compreensão da sociedade humana e para um futuro sustentável baseado na harmonia entre natureza e cultura. O vídeo em questão trata-se do protagonismo feminino na 18° edição do Congresso IUAES e as atividades desenvolvidas procurando trazer visibilidade da produção antropológica feminista. A criação do  Circuito Lilás foi responsável pela organização de atividades como workshops, plenárias, e atividades culturais diversas.

Ficha Técnica

Realizado por Suzana Vergara. Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), UFSC, 2019.

 

Vídeo 18º IUAES – Capes/CNPq

Criado em 23 de agosto de 1948 a 18° edição do IUAES ocorreu em Florianópolis-SC entre os dias 16 e 20 de julho de 2018 na Universidade Federal de Santa Catarina UFSC. Neste vídeo mostramos um compilado de imagens de todas as atividades que aconteceram no congresso.

Ficha Técnica

Realizado por Suzana Vergara. Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), UFSC, 2019.

 

GERMAINE TILLION: LÀ OU IL Y A DANGER ON VOUS TROUVE TOUJOURS

O filme aborda a trajetória intelectual de uma das mais importantes antropólogas francesas do século XX, e se insere num projeto de pesquisa sobre a história da antropologia desde uma perspectiva feminista. Aluna de Marcel Mauss, Germaine Tillion realizou etnografias de sociedades touareg do sul da Argélia, que fundamentaram uma parte de sua produção teórica. Como membra do Musée de l’Homme, participou do movimento de resistência à ocupação nazista de Paris, sendo enviada como prisioneira ao campo de concentração de Ravensbrück; experiência que determinou outra parte de sua obra, sobre os campos de concentração e o nazismo.

Ficha técnica
Realizado por Carmen Rial e Miriam Grossi. Núcleo de Antropologia Audivisual e Estudos da Imagem (NAVI) UFSC, 2007.

 

CPI VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Participação de especialistas em gênero e sexualidade na audiência pública “A Sistematização e o Monitoramento de Dados de Violência” no dia 10/04/2012.

Pesquisadoras e estudiosas sobre a questão da violência contra a mulher participaram nesta terça-feira, 10, da audiência pública “A Sistematização e o Monitoramento de Dados de Violência”. O evento foi a oitava reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência Contra a Mulher, da qual é titular a deputada federal Marina Sant’Anna. Prestaram depoimentos em contribuição à CPMI, Cecília Sardenberg (organização Observe, de monitoramento de situações de violência contra a mulher), Wania Pasinato (Núcleo de Estudos da Violência – USP), Lia Zanotta (Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher – UNB) e Miriam Grossi (Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividade – UFSC).

OUVERTURE ET PRÉSENTATION DE LA JOURNÉE D’ETUDES

 

DOCUMENTÁRIO HOMOFOBIA, LESBOFOBIA E TRANSFOBIA

O vídeo busca refletir sobre as categorias usadas por ativistas lésbicas e travestis para se falar das violências contra suas identidades. Trazendo vozes sobre os usos dessas categorias, esquadrinha algumas aproximações e distâncias entre a pauta específica destas em relação ao “segmento” como um todo. Mostra situações em que o “ser lésbica” e o “ser travesti” produziram particularidades no que tange a discriminação e violência.

Ficha técnica
Realizado por Felipe Bruno Martins Fernandes. Núcleo de Antropologia Audiovisual e Estudos da Imagem (NAVI) UFSC, 2007

 

ABERTURA FAZENDO GÊNERO 10

 

VÍDEOAULAS DE GÊNERO E DIVERSIDADE NA ESCOLA (GDE)

https://www.youtube.com/watch?v=IldCXrDnlZI&index=1&list=PLzBTv1wWZ0_fJBLKSdoZncyQQInRPaV8f

O Curso de Gênero e Diversidade na Escola é destinado a professoras e professores que atuam na Educação Básica Obrigatória (da educação infantil ao ensino médio) que desejem incorporar as questões de gênero e diversidade em suas aulas, para estimular o debate e a reflexão entre os alunos.

 

VÍDEO DO 7º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

Vídeo de divulgação da VII edição do Concurso.

 

VÍDEO DO 6º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

Vídeo registrando a montagem da exposição de cartazes da edição de 2014 do concurso, com depoimentos de Jefferson Virgílio e Arianna Sala. O Concurso é uma iniciativa do projeto de extensão e pesquisa, Papo Sério, que faz parte do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades, para estimular um ambiente escolar saudável para todos.

 

VÍDEO DO 5º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

Trabalho dos bolsistas e voluntários do Projeto Papo Sério para preparar a exposição do Concurso de Cartazes no hall da Reitoria da UFSC em 2013.

 

VÍDEO DO 3º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

Concurso de cartazes sobre transfobia, lesbofobia e homofobia nas escolas de Florianópolis e Grande Florianópolis, promovido pelo Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades, através do Projeto Papo Sério, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Vídeo produzido por Simone Ávila, doutoranda interdisciplinar em Ciências Humanas, pesquisadora do NIGS.

 

VÍDEO DO 2º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

O vídeo registra o processo de montagem da exposição dos cartazes concorrentes do 2º Concurso de Cartazes sobre Lesbofobia, Transfobia e Homofobia nas Escolas, realizado em Florianópolis, sob a curadoria de Rosa Blanca Cedillo, também associada ao PPGICH e ao NIGS

Ficha técnica
Realizado por Vinicius Kauê Ferreira em parceria com Felipe Fernandes. Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) UFSC, 2010.

 

VÍDEO DO 1º CONCURSO DE CARTAZES SOBRE LESBOFOBIA, TRANSFOBIA E HOMOFOBIA NAS ESCOLAS

Vídeo da exposição organizada pelo Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) do Laboratório de Antropologia Social (LAS) da UFSC. O evento que faz parte das atividades nacionais e internacionais de combate à homofobia e se insere no quadro de iniciativas realizadas no Estado de Santa Catarina. A exposição conta com o apoio da Pró-reitoria de Pós-Graduação e de Pesquisa e Extensão da UFSC, a partir dos projetos Papo Sério e PROEXT. Ambos os projetos realizam oficinas sobre gênero e sexualidade com comunidades do entorno da UFSC.

Ficha técnica
Realizado por Felipe Fernandes. Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) UFSC, 2009.