Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades
  • Defesa de dissertação de Gabriela Pedroni

    Publicado em 26/02/2020 às 15:36

    Acontece nesta sexta-feira (28 de fevereiro de 2020) a defesa de dissertação do Mestrado em Antropologia Social (PPGAS/UFSC) da mestranda Gabriela Pedroni, pesquisadora do NIGS. Sob orientação da profa. Dra. Miriam Pillar Grossi, a dissertação intitulada “Percorrendo alguns caminhos da antropologia feminista mexicana” será defendida dia 28/02/2020, às 10h30min, no Auditório do Bloco F – 7º andar (CFH). A banca examinadora será composta pelas professoras Dra. Miriam Pillar Grossi (Presidente da Banca – DepAnt/UFSC), Dra. Antonella Maria Imperatriz Tassinari (DepAnt/UFSC), Dra. Alinne de Lima Bonetti (DepAnt/UFSC) e Dr. Vinícius Kauê Ferreira (UFRJ).


  • Momento Lilás – Novo projeto de extensão do NIGS é aprovado em edital da SBPC

    Publicado em 20/02/2020 às 12:06

    Momento Lilás – Promovendo democracia, igualdade de gênero e respeito à diversidades (sexual, racial, deficiência) nas escolas da Grande Florianópolis, novo projeto de extensão do NIGS é aprovado no edital “SBPC Vai à Escola” 2020, promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

    O projeto foi selecionado junto a outros 23 em todo o Brasil que visam trabalhar o pensamento científico com estudantes de escolas públicas de Ensino Fundamental e Médio da Grande Florianópolis, no estado de Santa Catarina.

    MOMENTO LILÁS, projeto submetido pela equipe do NIGS sob a coordenação das professoras Miriam Grossi e Alinne Bonetti, visa trabalhar questões relacionadas ao ensino de gênero e diversidades para jovens de escolas públicas municipais e estaduais de Santa Catarina.

    Segundo a professora Miriam Grossi “o projeto Momento Lilás é a continuidade do antigo projeto PAPO SÉRIO em uma nova conjuntura nacional onde os estudos de gênero são atacados. E isso reflete em um movimento importante de resistência”.

    Escolas interessadas em participar devem entrar em contato com a professora Alinne Bonetti pelo email:

    #GÊNEROÉCIÊNCIA


  • Defesa de Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Graduação em Antropologia da bolsista Giovanna Barros

    Publicado em 19/02/2020 às 17:13

    No dia 05 de fevereiro de 2020, (quarta-feira) as 10hrs da manhã na sala 110 do Departamento de Antropologia,  Giovanna Barros Gomes, bolsista do Núcleo de Identidade de Gênero e Subjetividades (NIGS) de Iniciação Científica no Projeto: “Etnografia das Políticas Públicas de Gênero,Sexualidade e Diversidades nos Governos Petistas (2002-2016), defendeu seu Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Graduação em Antropologia. Seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é  de intitulado de “Conscientização Identitária de Mulheres Negras no Ensino Médio e Magistério em Florianópolis”. A banca para avaliação foi composta por Miriam Pillar Grossi (Presidente da Banca – DepAnt/ UFSC), Flávia Medeiros Santos (DepAnt/ UFSC) e Alexandra Eliza Vieira Alencar  (Pós Doutoranda Programa de Pós Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas – PPGICH/UFSC).


  • Disciplina: O ativismo político das mulheres no Cone Sul

    Publicado em 06/02/2020 às 17:06

    A Profª Drª Alejandra Oberti (Doutora em Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires (UBA) e integrante  do Grupo de Estudos sobre Feminismos na América Latina do Instituto de Estudos da América Latina e Caribe (IEALC))  ministrará a disciplina  “O ativismo político das mulheres no Cone Sul” no Programa de Pós Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas – PPGICH na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

    A disciplina O ativismo político das mulheres no Cone-Sul ocorrerá entre os dias 9 a 13 de março, das 9hrs às 12hrs, com carga horária de 15h (1 crédito).

    Ementa:
    Este curso propõe a colocar em foco algumas experiências de ativismo politico das mulheres no Cone Sul latinoamericano, desde os anos 1970 e a transição, a democracia dos anos 1980 e a atual. O seminário se detém em três momentos chave da participação política das mulheres no Cone Sul (com referências a Argentina, Chile, Uruguai e Brasil). Em primeiro lugar, o ativismo das mulheres nas organizações revolucionárias dos anos 1970, um momento em que se produzem transformações nas relações de gênero, e também uma mobilização social e política estendida. Um segundo momento aborda as transições dos anos 80 e o componente de gênero marcado nas organizações de direitos humanos, mas também a aparição na cena pública do movimento feminista, chamando a atenção especialmente aos encontros e desencontros entre ambos os movimentos. O terceiro momento, busca analisar algumas das formulações atuais do movimento feminista, prestando especial atenção à massividade que ele adquiriu na Argentina em torno da demanda pela interrupção legal da gravidez.
    A proposta se inscreve no campo dos estudos sobre os processos de mobilização política, repressão estatal e transições na América Latina da segunda metade dos século passado, em que a preocupação pela incorporação de uma perspectiva que reconheça as marcas das hierarquias e assimetrias das relações de gênero é relativamente recente e se estendeu rapidamente com novas perguntas e abordagens.
    A inclusão das perspectivas de gênero nesse campo de estudos deu lugara trabalhos que articulam a história recente e a memória com uma produção crescente de pesquisas que dão conta da história dos ativismos das mulheres e deram lugar a análises sobre as implicações do gênero para compreender os processos de radicalização das militâncias de esquerda, e o questionamento das diferentes temporalidades e articulações entre os aspectos público e privado das experiências das mulheres e suas práticas de participação e ativismos. Deste modo, esta confluência dos estudos sobre memórias e as perspectivas de gênero reformula não somente nossa perspectiva sobre os temas e objetos de estudo existentes, mas permite construir novas series e problemas de pesquisa, ancorados nas preocupações do presente sobre o lugar dos afetos e da política nos processos de subjetivação, a historicidade das relações entre os movimentos de mulheres e os movimentos de direitos humanos, entre outros aspectos.

    Conteúdo:
    09/03/2020 – Sessão 1: A participação de mulheres nas esquerdas revolucionárias dos anos 1970

    10/03/2020 – Sessão 2: As mulheres e as transições à democracia: o movimento de direitos humanos e o movimento de mulheres

    11/03/2020 – Sessão 3: O feminismo na última década

    12/03/2020 – Sessão 4: Passado e presente

    13/03/2020 – Sessão 4: Passado e presente (continuação)

    Avaliação:
    Será proposto um trabalho de conclusão para as/os alunas/os, relacionando seus temas de pesquisa com as leituras e discussões realizadas no curso.

    Período de matrícula:
    20/02/2020 a 5/03/2020 pelo e-mail  (vagas limitadas)
    As aulas serão ministradas em espanhol.

     


  • Seminário Especial de Verão com professor Eduardo Viana

    Publicado em 22/12/2019 às 7:10

    O Professor visitante irá apresentar o Seminário Especial de Verão Superando resistência e alienação com ferramentas de agência: uma abordagem pedagógica critico-teórica para infundir paixão transformadora em práticas educacionais dias 14,15 e 16 de janeiro de 2020 na sala 618 do bloco C do CED/UFSC, das 13h00 às 18h00.

     


  • Participação de Miriam Pillar Grossi no The People´s Forum

    Publicado em 19/12/2019 às 23:45

    A professora Miriam Pillar Grossi, juntamente com Marlise Mattos, participará do evento Feminism in Brazil in times of necropolitics and neo-fascism no The People´s Forum, em Nova Iorque, no dia 20 de dezembro, 18 horas.


  • Participação de equipe do NIGS nos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

    Publicado em 14/12/2019 às 20:14

    No dia dez de dezembro, terça-feira, o NIGS participou da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher oferecendo uma oficina no Espaço Gênero e Diversidade. Marinês da Rosa coordenou a oficina chamada de Corpos Marcados, com participação de Alana Verani, Cláudia Lazcano, Isabela Popenke e Marie Leal. A equipe fez uma performance, que contou com a participação do público, chamando a atenção para as violências sofridas pelas mulheres no cárcere e violações de seus direitos. Houve uma roda de conversa sobre o papel do feminismo diante das situações que se encontram essas mulheres.

    Contamos com a cobertura fotográfica de Bárbara Pettres.

    Foto de Bárbara Pettres.

    Foto de Bárbara Pettres.

    Foto de Bárbara Pettres.

    Foto de Bárbara Pettres.


  • Oficina “Corpos Marcados” – 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres

    Publicado em 06/12/2019 às 22:22

    Equipe do NIGS participará dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, em parceria com o IEG, oferecendo a Oficina Corpos Marcados no dia 10 de dezembro de 2019 às 10h no Espaço Cultural Gênero e Diversidade. A oficina será aberta a toda a comunidade.

    Os 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional  que tem inicio no dia 25 de novembro (dia internacional pela eliminação da violência contra as mulheres) e vai até o dia 10 de dezembro (dia internacional dos Direitos Humanos). Aqui no Brasil, a campanha tem inicio no dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra e também termina no dia 10 de dezembro.

     

     


  • Seminário Outros Olhares sobre a História da Antropologia – 8 de novembro

    Publicado em 05/11/2019 às 20:02


  • Aula Aberta com Cláudia Fonseca – 01 de novembro

    Publicado em 31/10/2019 às 17:03


  • V Congresso Internacional sobre Estudios de Diversidad Sexual en Iberoamerica – De 3 a 5 de Agosto de 2020

    Publicado em 31/10/2019 às 10:35


  • Semana NIGS – 29 de outubro a 11 de novembro de 2019

    Publicado em 29/10/2019 às 11:04


  • NIGS presente no Evento Científico-Cultural Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

    Publicado em 25/10/2019 às 22:09

    Na sexta-feira, dia 25 de outubro, a equipe do NIGS esteve presente no Evento Científico-Cultural promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) que ocorreu no Jardim Botânico Municipal de São José, localizado no bairro Potecas. Amanhã, dia 26, estaremos lá novamente e convidamos a todos para participarem de nossas dinâmicas e rodas de conversa.

     


  • Participação de Miriam Grossi em evento em Porto Alegre – Diálogos pelo Brasil

    Publicado em 19/10/2019 às 22:41

    Na última sexta-feira, dia 18 de outubro, a professora Miriam Grossi participou do evento Diálogos pelo Brasil, que ocorreu em Porto Alegre/RS.  O evento faz parte de uma série de encontros conduzidos pela Academia Brasileira de Ciências que visam discutir os diferentes aspectos econômicos, sociais e políticos dos desafios que o Brasil enfrenta. O próximo encontro está marcado para ocorrer em Salvador/BA no dia 23 de outubro.

    Para saber mais sobre os próximos encontros veja a agenda da ABC.


  • Equipe do NIGS esteve presente nas Jornadas Antropológicas PPGAS/UFSC 2019

    Publicado em 13/10/2019 às 13:46

    As Jornadas Antropológicas é um evento bianual organizado por estudantes do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFSC. Esse ano o tema escolhido foi Antropologia, vidas em ebulição e mundos em ruínas, que tinha como proposta trazer reflexões sobre a atual conjuntura política, social e científica do Brasil. O evento ocorreu nos dias 9, 10 e 11 de outubro de 2019, em que tivemos a participação da equipe do NIGS apresentando suas pesquisas.

    A coordenadora do NIGS, a professora Miriam Grossi, esteve na mesa redonda Profissionalização do antropólogo e antropóloga em tempos de crise democrática: da regulamentação a atuação juntamente com Janaína Campos Lobo, Henyo Trindade Barretto Filho e Patrícia Martins. E a equipe NIGS esteve presente em ateliês de pesquisas.

    No ateliê Escrita negra ou “escreviência”, pode o negro escrever?, Giovanna Barros Gomes apresentou Representação, Consciência e Resistência: trajetória de estudantes Negras no Ensino Médio e Alexandra E. V. Alencar apresentou Re-existências: notas de uma Antropóloga Negra em meio a um concurso público para o cargo de magistério superior.

    O ateliê Gênero e Antropologia do Estado e das Políticas Públicas contou com as apresentações: Dinamizando estudantes: Reflexões sobre as Oficinas Temáticas do Projeto de Extensão Papo Sério de Guilherme Borges Laus, Para além do Papo Sério: análise dos impactos das oficinas de gênero e sexualidade para estudantes e egressas da equipe apresentado por Alexandra Alencar, Gabriela Pedroni, Laura Gelpi e Leonardo de Miranda Ramos, Ações da plataforma Observatório Brasil da Igualdade de Gênero por Giovanna Barros Gomes e Cores da violência: criminalização , punição e Estado apresentado por Alexandra E. V Alencar em parceria om Charles Raimundo da Silva.

    Para saber mais sobre o evento, utilize o link.

    Ateliê de Pesquisa Gênero, sexualidade, corporalidade e mediações tecnológicas.

    Ateliê de pesquisa Gênero, Antropologia e políticas públicas.

    Apresentação da mesa redonda Profissionalização do antropólogo e antropóloga em tempos de crise democrática: da regulamentação a atuação. Da esquerda para a direita: Miriam Grossi, Janaína Campos Lobo e Patrícia Martin.

     

     

     


  • Participação de Bolsista do NIGS no Seminário de Iniciação Científica

    Publicado em 12/10/2019 às 23:51

    Guilherme Borges Laus, bolsista de iniciação científica do Projeto Direitos Humanos, Antropologia e Educação do NIGS, foi selecionado para apresentar de forma oral sua pesquisa que foi inscrita sob o título Dinamizando estudantes: Reflexões sobre as Oficinas Temáticas do Projeto de Extensão Papo Sério, sob orientação da professora Miriam Grossi, no 29º Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UFSC.

    Todos os bolsistas de Iniciação Científica da UFSC se inscrevem para o Seminário, que desde o ano de 2016, é online, de forma que os trabalhos são submetidos em forma de vídeo na plataforma Youtube. Os melhores trabalhos são selecionados para que sejam apresentados de forma presencial e oral. O vídeo de Guilherme Laus pode ser acessado pelo link. E também está disponível no nosso acervo online do site de publicações audiovisuais.

    A apresentação oral de Guilherme Laus, de acordo com a programação da Propesq, ocorrerá na quinta-feira, dia 17 de outubro, às 11h15min, no Auditório Elke Hering, localizado na Biblioteca Universitária.

    Toda a equipe do NIGS está muito feliz e orgulhosa com a seleção de Guilherme Laus, acreditamos que as bolsas de pesquisa são fundamentais para a formação profissional e pessoal dos estudantes da UFSC, e defendemos o incentivo à pesquisa e a continuação dos projetos de iniciação científica da nossa universidade.

     

     

     


  • Aula Aberta Disciplina Sexualidades com professor Michel Bozon

    Publicado em 12/10/2019 às 23:22

    Segunda-feira dia 14 de outubro de 2019, das 14h às 18h, será ministrada uma aula aberta da Disciplina Sexualidades do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS-UFSC) com a participação de Michel Bozon,  professor no INED na França. A aula aberta será no Auditório do Bloco E do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) na UFSC.


  • Semana NIGS

    Publicado em 09/10/2019 às 7:03


  • Oficina oferecida pela equipe do NIGS na EBM João Gonçalves Pinheiro

    Publicado em 08/10/2019 às 23:46

    No dia 26 de setembro, quinta-feira, ocorreram  oficinas com a temática Diversidade e Equidade na Escola Básica Municipal João Gonçalves Pinheiro localizada no bairro Rio Tavares em Florianópolis. Participaram das atividades oferecidas pela equipe 40 estudantes, em sua maioria moradores da região da escola e de faixa etária de 11 a 15 anos.

    Nas oficinas, conduzidas por Leonardo de Miranda Ramos e Laura Gelpi, foram trabalhados os conceitos de gênero e identidade através de dinâmicas e atividades corporais, dentre as quais estão: jogo das identidades, jogo dos bonequinhos e o jogo dos privilégios. Foram distribuídas a Revista Papo Sério para todas as participantes com o intuito de que os debates ocorridos durante as oficinas pudessem ser levados adiante, compartilhados com familiares e amigos. Um exemplar foi deixado na escola para que pudesse ser utilizado em futuras atividades que abordassem as mesmas temáticas.

    A oficina fez parte do segundo ano do projeto Nós Podemos da escola, fruto da demanda das próprias estudantes e conta com a participação ativa do grêmio estudantil da escola, além de diversas professoras e professores que aderiram a ideia. O Nós Podemos surgiu da necessidade de revitalização e ressignificação dos banheiros femininos da escola, cujo espaço possuía pixos com dizeres violentos.

    Se sua escola gostaria de promover oficinas ou rodas de conversa sobre os temas gênero, diversidades e identidades, entre em contato conosco.


  • Gênero Ameaça(n)do – Professor Michel Bozon na UFSC

    Publicado em 08/10/2019 às 18:07

    Professor no INED – França, Projeto CAPES – COFECUB fará uma conferência e uma aula aberta  nos dias 10 e 14 de agosto

     

    •  Conferência Jornadas Antropológicas PPGAS/UFSC – 10/10/19 – 18h30min – Auditório do CFH

                         Sexualidade e socialização ao gênero: comparações  internacionais

    • Aula aberta Disciplina Sexualidades – 14/10/19 – 14h às 18h – Auditório do Bloco F, CFH, 7. andar

                         Temas e problemas nos inquéritos de comportamento sexual