NIGS seleciona bolsistas dos cursos de Jornalismo e Museologia

11/08/2015 11:15

O Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), vinculado ao Laboratório de Antropologia Social do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina, torna público que estão abertas as inscrições para o processo seletivo de bolsista do Projeto de Extensão Papo Sério – Gênero, Antropologia e Educação.

Serão selecionados bolsistas dos cursos de Jornalismo e Museologia da UFSC.

 

Confira os editais nos links abaixo:

Jornalismo

Museologia

Para mais informações:

e-mail: 
telefone: (48) 9961-5520, com Marisa Naspolini

Pesquisadora do NIGS participa de fórum temático

18/07/2015 15:21
Entre os dias 19 a 22 de julho de 2015, a antropóloga Jainara Oliveira, pesquisadora do NIGS/UFSC e doutoranda em antropologia do PPGAS/UFSC, participará do Fórum Temático “Gênero e sexualidades: perspectivas transregionais e transdisciplinares”, como palestrante e debatedora, e, como expositora de comunicação oral no Grupo de Trabalho “Antropologia das Emoções e da Moralidade”, as duas atividades integram a programação da V Reunião Equatorial de Antropologia e XIV Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste, realizadas em Maceió, Alagoas.

Confira edital retificado de seleção de bolsistas

18/07/2015 15:10

A equipe do projeto Papo Sério informa que estão abertas as inscrições para o processo seletivo de novos bolsistas, para o semestre de 2015.2.

Candidatas/os devem estar matriculados no curso de Jornalismo UFSC, ter interesse em estudos de gênero e sexualidade e conhecimentos básicos em Office e informática.

As atribuições gerais dos integrantes da equipe serão:

a. Edição de vídeo, produção e edição textual, atualização da página, filmagem, transcrição e legendagem, uso das redes sociais, ações de divulgação de atividades do NIGS e do concurso de cartazes junto às escolas e à comunidade em geral;
b. Participar de reuniões da equipe e de grupo de pesquisa visando à organização e realização de oficinas sobre gênero e sexualidade em escolas públicas da Grande Florianópolis;
c. Escrever diários e relatórios periódicos sobre as atividades realizadas no quadro da bolsa; d. Participar das atividades de formação e extensão realizadas e apoiadas pelo NIGS, como palestras, grupos de estudo, defesas de trabalhos de conclusão de cursos de graduação e pósgraduação e outros eventos na área do projeto;
e. Elaboração de relatórios parciais e final de suas atividades no projeto..

Para mais informações consulte o EDITAL RETIFICADO

Contato:
e-mail:
telefone: (48) 9961-5520, com Marisa Naspolini

Lançado edital para seleção de bolsistas do projeto Papo Sério

16/07/2015 17:11

A equipe do projeto Papo Sério informa que estão abertas as inscrições para o processo seletivo de novos bolsistas, para o semestre de 2015.2. Candidatas/os devem estar matriculados em qualquer curso de graduação da UFSC, ter interesse em estudos de gênero e sexualidade e conhecimentos básicos em Office e informática. As atribuições gerais dos integrantes da equipe serão: a. Edição de vídeo, produção e edição textual, atualização da página, transcrição e legendagem, uso das redes sociais, ações de divulgação de atividades do NIGS e do concurso de cartazes junto às escolas e à comunidade em geral; b. Participar de reuniões da equipe e de grupo de pesquisa visando à organização e realização de oficinas sobre gênero e sexualidade em escolas públicas da Grande Florianópolis; c. Escrever diários e relatórios periódicos sobre as atividades realizadas no quadro da bolsa; d. Participar das atividades de formação e extensão realizadas e apoiadas pelo NIGS, como palestras, grupos de estudo, defesas de trabalhos de conclusão de cursos de graduação e pósgraduação e outros eventos na área do projeto; e. Elaboração de relatórios parciais e final de suas atividades no projeto. Serão selecionados estudantes para atividades específicas na área de Jornalismo, para atividades especializadas nesta área. Para mais informações consulte o EDITAL.   Contato: e-mail: telefone: (48) 9961-5520, com Marisa Naspolini

Integrante do Papo Sério participa de programa na Rádio Ponto UFSC

02/07/2015 11:33
Emília Dutra (C) e as entrevistadoras Júlia (D) e Clarissa (E)

Emília Dutra (C) e as entrevistadoras Júlia (D) e Clarissa (E)

Emília Dutra, graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e  integrante da equipe Papo Sério, participou no dia 16 de junho de uma entrevista para o programa Rádio Rolê, na Rádio Ponto UFSC (http://www.radioponto.ufsc.br). O tema do programa foi “sexualidade no mundo jovem” e a entrevistada falou sobre homofobia, transsexualidade, educação e gênero.

“Rádio Rolê” é um programa de rádio produzido pelos alunos da disciplina de Radiojornalismo do curso de Jornalismo da UFSC. O programa passa ao vivo na Rádio Ponto UFSC, toda terça-feira, às 16h, e se propõe a discutir e “quebrar tabus” tratando de assuntos polêmicos.

O programa, na íntegra, pode pode ser ouvido aqui https://www.youtube.com/watch?v=qq74DITCmVk

Evento sobre os 40 anos da independência de Cabo Verde terá palestra sobre Violência na Relação de Gênero

02/07/2015 11:01

Palestras e atrações culturais com o tema “40º Aniversário da Independência de Cabo Verde: o que mudou nesses quarenta anos” serão realizadas no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), no dia 2 de julho, às 14 horas. O objetivo é promover um debate entre professores, estudantes africanos, e a comunidade acadêmica da UFSC sobre o tema, visando promover um melhor conhecimento da história e da cultura de Cabo Verde.

Programação do Evento:

14h- Cerimônia de abertura;
14h20 – Palestra: Teatro Pós -independência –  Professor Helder Antunes
14h50 – Atuação cultural
15h – Palestra: Violência na Relação de Gênero – Mestra Carmelita Silva
15h30 – Atuação cultural
15h35 – Intervalo
15h55 – Atuação cultural
16h – Palestra: Sucesso/Insucesso de Estudantes no Estrangeiro- Dr. Gastão Frederico
16h30 – Apresentação das potencialidades turísticas das ilhas de Cabo Verde- Graduandos
17h – Cerimônia de enceramento.

Mais informações no site.

Conheça Carmelita Silva:
Carmelita de Afonseca Silva é licenciada em Sociologia Vertente Ensino pela Universidade Jean Piaget de Cabo Verde (2005), Mestre em Ciências Sociais, pelas Universidades Pública de Cabo Verde (Uni-CV) e Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) (2010) e Doutoranda em Antropologia Social na Universidade Federal de Santa Catarina. Professora na categoria Assistente Graduado do Departamento de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Pública de Cabo Verde desde 2008, atua no Programa de Graduação em Ciências Sociais da mesma universidade. Foi Diretora do Centro de Investigação e Formação em Gênero e Família (CIGEF) da Uni-CV (gestão 2010-2013), onde se desenvolvem pesquisas, ações de formação e atividades de extensão universitária nos domínios de: Interações e Dinâmicas Familiares; gênero e relações de poder; gênero e migrações, gênero e violências e Gênero e desenvolvimento. Professora visitante na Universidade Complutense de Madrid (Outubro-Novembro de 2012). Membro de grupos de pesquisas inter-universitárias: Na Universidade de La Laguna – Canárias (Educação para o desenvolvimento sustentável), Universidade de Lousanne Suíça (Feminização da luta contra pobreza e as organizações não governamentais), Universidade de Brasília (Transformações do mundo de circulação nas formas estabelecidas de sociabilidade). Desenvolve pesquisas nas áreas de: Gênero e relações de poder nos espaços doméstico e público; Interações e dinâmicas familiares na contemporaneidade; mobilidades no espaço CEDEAO e seus efeitos na reconfiguração identitária; impacto das desigualdades sociais na e perante a escola e a Violência Baseada no Gênero (VBG) em Cabo Verde.

(fonte: Currículo Lattes)

SEMINÁRIO

22/06/2015 13:11

Projeto Papo Sério selecionado para o 33° SEURS

O projeto “Papo Sério: Desconstruindo o sexismo e preconceitos através de abordagens sobre gênero e sexualidades nas escolas”, coordenado pela professora Miriam Grossi, foi selecionado para o 33º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (SEURS). As estudantes Nauana Antonello e Suzana Martins Costa, integrantes da equipe Papo Sério, farão a apresentação do projeto no evento, que será realizado na Universidade Federal do Pampa, na cidade de Bagé (RS), entre os dias 5 e 7 de agosto de 2015.

Projeto Papo Sério:

Projeto de extensão que desenvolve um conjunto de ações na comunidade escolar pública da Grande Florianópolis e que, há nove anos, busca promover a desconstrução das representações de gênero e sexualidade e da normatividade, tendo em vista o combate ao preconceito e à discriminação de gênero no ambiente escolar. É desenvolvido pelo Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) e coordenado pela Profª Drª Miriam Pillar Grossi, com a participação de alunos de graduação e pós graduação. Entre as diversas ações do projeto, duas se destacam como as principais: são as “Oficinas Papo Sério” e o “Concurso de Cartazes contra a homo-lesbo-transfobia e heterossexismos nas escolas”. As oficinas são realizadas através de dinâmicas – que envolvem jogos, música, debate, dramatização, entre outros -, com alunos de ensino fundamental e médio, sobre temas diversos, que são escolhidos de acordo com a demanda da escola. O Concurso de Cartazes incentiva os alunos a tornar visível a discussão dos temas apresentados pelas oficinas, criando cartazes e expondo-os nas escolas participantes. Considerando o contexto das escolas, onde predomina o silêncio sobre o que não é heteronormativo, atitude que parte também dos professores, o projeto cria situações de reflexão, debate, descoberta e quebra de paradigmas sobre estes assuntos. Os cartazes selecionados pelo júri do Concurso são expostos também na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e os melhores são premiados.

Saiba mais:

33º SEURS:http://eventos.unipampa.edu.br/seurs2015/

Divulgação do resultado de seleção interna da UFSC: http://proex.ufsc.br/2015/06/09/33o-seurs-divulgacao-do-resultado-selecao-ufsc/

RECONHECIMENTO

28/05/2015 11:19

Professoras da UFSC participam de homenagem, na França, por entrada de Germaine Tillion no ‘Pantheon’

Carmen Silvia Rial e Miriam Pillar Grossi, professoras e antropólogas do Departamento de Antropologia do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), receberam convite do presidente da França, François Hollande, para a homenagem solene daquela nação a Germaine Tillion e mais três pessoas, por sua entrada, nesta quarta-feira, 27 de maio, no Pantheon – monumento que contém os restos mortais de grandes nomes franceses.

Germaine Tillion  (1907-2008) – proeminente antropóloga francesa, membro da Resistência – recebeu o prêmio Pullitzer em 1947, por seus atos heroicos durante a Segunda Guerra Mundial, e, em 1999, a Grande Cruz da Legião de Honra (Grand-croix de la Légion d´honneur). Além de seu destaque no campo científico, notabilizou-se como ativista dos direitos humanos, engajada em lutas como a pela emancipação das mulheres e contra a excisão feminina.

Miriam ministrou na terça-feira, 26 de maio, em Paris, na  École de Haute Études en Sciences Sociales (Escola de Estudos Superiores em Ciências Sociais), um seminário em homenagem a Tillion, no qual apresentou o filme “Germaine Tillion: Lá où il y a danger on vous trouve toujours” (Germaine Tillion: onde há perigo sempre te encontramos), realizado por ela e Carmen Rial .

Assista aqui:

Germaine Tillion: onde há perigo sempre a encontramos from NIGS/UFSC on Vimeo.

Miriam e Carmen realizaram também o filme Mauss segundo suas alunas, escolhido para o encerramento do “23eme Bilan du Film Ethnographique”, em março de 2004, em Paris, e apresentado na UFSC em atividade do projeto “Nossa Antropologia”, em abril  do mesmo ano. Marcel Mauss (1872-1950), sobrinho de Émile Durkheim e um dos fundadores da Antropologia na França, é sempre lembrado como o definidor dos métodos de trabalho de campo que tinham no Museu de Etnografia de Paris um foco de formação e irradiação. Mauss teve muitas discípulas, dentre as quais se destacaram algumas antropólogas que pesquisaram na África de língua francesa. Três delas (Germaine Tillion, Denise Paulme e Germaine Dieterlen) foram entrevistadas, entre 1997 e 1999,  por Miriam e Carmen para o filme, revivendo, assim, os ensinamentos do mestre e mostrando a sua atualidade.

MINICURSO

05/05/2015 11:03

“Políticas de Sexualidade e Gênero na América Latina” discutidas em minicurso

O professor Mario Pecheny ministra o minicurso “Políticas de Sexualidade e Gênero na América Latina”, organizado pelo Curso de Especialização em Gênero e Diversidade (GDE), Instituto de Estudos de Gênero (IEG) e Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS), entre os dias 15 e 20 de maio. Pesquisador da Conicet (Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas), Mario Pecheny é professor das disciplinas Sociologia da Saúde e Ciência Política na Universidad de Buenos Aires (UBA). Ele também faz parte da rede LIESS (Laboratório Iberoamericano para el Estudio Sociohistorico de las Sexualidades).

Durante as aulas, que ocorrem no Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC, no Centro de Comunicação e Expressão (CCE) e na Casa das Máquinas da Lagoa da Conceição (rua Henrique Veras do Nascimento, 50, Lagoa da Conceição), serão abordadas questões sobre direitos humanos relacionados à gênero, saúde e sexualidade.

O minicurso é aberto à comunidade com aulas ministradas em português e espanhol. A atividade é gratuita e as inscrições já estão disponíveis no link http://ieg.ufsc.br/inscricoes.php

Para receber o certificado de participação de 12 horas de extensão, é necessário comparecer em pelo menos 4 das 5 aulas. Confira a programação e as leituras recomendadas na página do NIGS.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-8415 ou pelo e-mail 

Cronograma:

Tema Data Horário Local
Esperar y hacer esperar: escenas de esperas en salud, dinero y amor. 15 de maio 16h30 às 18h Miniauditório do CFH
Políticas sobre sexualidad y actores religiosos en la Argentina, antes y después del Papa Francisco, debate com Tania Welter e Fernando Candido da Silva. 16 de maio 13h30 às 15h Auditório do CFH
Café Antropológico com debate do filme Morango e Chocolate 19 de maio 20h às 22h Casa das Maquinas – Lagoa da Conceição
Balance de las investigaciones sociales sobre sexualidad y género en la Argentina y A.Latina. 20 de maio 10h às 12h Auditório Henrique Fontes do CCE (Bloco B – Térreo)
Contar historias de otros: implicaciones políticas, éticas y metodológicas. 20 de maio 16h30 às 18h Auditório Henrique Fontes do CCE (Bloco B – Térreo)

Reconhecimento Internacional

27/04/2015 14:26

Programa ‘Cátedra doutora Ruth Cardoso’ da Universidade de Columbia seleciona professora da UFSC

A antropóloga Miriam Pillar Grossi, professora e pesquisadora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi selecionada para o programa “Cátedra Fulbright doutora Ruth Cardoso”, na Universidade de Columbia, em Nova York (EUA), onde ela ministrará, de janeiro a maio de 2016, um curso sobre movimentos sociais e teoria feminista no Brasil. Além disso, aprofundará suas pesquisas sobre a história de mulheres antropólogas em diferentes países do mundo, dedicando-se a trabalhar nos arquivos da universidade  sobre as pioneiras da disciplina nos Estados Unidos.

A  tradicional e conceituada Universidade de Columbia, a quinta mais antiga dos Estados Unidos da América (EUA), foi classificada como a 10ª melhor universidade do mundo no Times Higher Education 2015. Mais de 40 vencedores do prêmio Nobel e três presidentes dos EUA  um deles é Barack Obama  destacam-se como ex-alunos notáveis da instituição.
(mais…)

Tags: cátedracolumbiainternacionalprêmioreconhecimentoruth cardososeleçãouniversityvitória

Submissão de trabalhos para o II Seminário Internacional Desfazendo Gênero

15/04/2015 08:39

Caros/as/xs

Convidamos-vos para submeter trabalhos no Simpósio Temático 76- Sexualidades dissidentes, Emoções e Moralidades, do II Seminário Internacional Desfazendo Gênero.

As inscrições e submissões de resumos expandidos para os simpósios devem ser feitas pelo www.desfazendogenero.ufba.br, no período de 1 a 30 de abril de 2015.

Coordenadoras:
Jainara Oliveira (NIGS/PPGAS/UFSC)
Denise Machado Cardoso (PPGSA/UFPA)
Tarsila Chiara Santana (PPGAS/UFRN)

Debatedores:
Miltinho Ribeiro (UFPA)
Marcio Zamboni (USP)

 

Resumo do ST: Neste Simpósio Temático se busca problematizar as ambiguidades e ambivalências constitutivas da tensa relação entre subjetividade e objetividade na construção do social, deste modo, se pretende analisar os sistemas normativos que produzem hierarquias morais e delimitação de fronteiras de inteligibilidade sobre as experiências sexuais dissidentes. Assim, se objetiva discutir a tensão entre os enunciados normativos que sustentam a heterossexualidade compulsória e a matriz heterossexual, produzindo e organizando uma coerência interna e linear de inteligibilidade do gênero e da sexualidade e, os campos de possibilidades que permitem fissuras, divergências e conflitos que desestabilizam os sistemas normativos e os modelos hegemônicos que prescrevem formas de produzir as experiências de estilizações sexuais. Para tanto, se procura problematizar os regimes de normalização que governam a inteligibilidade social da ação, particularmente as normas que são incorporadas e reconhecidas pelos atores sociais, assim, o foco deste ST recai sobre os diálogos que são produzidos entre os dispositivos de controle e normalização das relações afetivo-sexuais dissidentes, as políticas da moralidade e a gramática da micropolítica das emoções, como discurso ou prática discursiva. Trata-se, portanto, de analisar os diferentes modos pelos quais os atores sociais dramatizam as diversas configurações de valores em uma sociabilidade dada e de entender como a participação destes atores sociais em um estilo de vida e em uma visão de mundo pode vir a implicar em uma demarcação de fronteiras simbólicas e em uma elaboração de identidades relacionais em seus mais diferentes aspectos, ou seja, se busca problematizar as particularidades que constituem uma identidade adquirida, em função de uma trajetória alicerçada a partir de campos de possibilidades e projetos individuais. Dado o exposto, neste ST, a proposta será reunir trabalhos que versam sobre a relação entre dissidências sexuais, emoções e moralidades, particularmente sobre desvio, acusação, estigma; orgulho, aceitação, respeito, reconhecimento; vergonha, insulto moral, injúria; abjeção, humilhação, ressentimento, xingamento; risco, perigo, medo; segredo, mentira, confiança, confiabilidade; pertencimentos, motivações, relevâncias e individualidade, entre outros possíveis recortes.

Tags: abrildesfazendo gêneroinscriçãointernacionalsimpósito temáticosubmissãotrabalho